Buscar Fornecedor:

Associação Comercial do Maranhão (ACM) apresentou o Conexão ACM com o tema “Recursos do Fungetur e outras oportunidades do Banco do Nordeste para o turismo”

Associação Comercial do Maranhão (ACM) apresentou o Conexão ACM com o tema “Recursos do Fungetur e outras oportunidades do Banco do Nordeste para o turismo”

Na perspectiva de informar as empresas do cadeia do turismo sobre como ter acesso e as condições operacionais do Fungetur, a Associação Comercial do Maranhão (ACM), recebeu na noite de onte, (21) o superintendente estadual do Banco do Nordeste (BNB, Danivan Lacerda em evento virtual, que contou com parceria das seguintes entidades do setor: Abav/MA, Abrasel/MA, Abrajet, Abih/MA, Aslit, Sindbares, Sehama, Maranhão Destination, Sindetur/MA.
Na ocasião, Larcerda falou sobre as condições específicas do Fungetur, trazendo esclarecimentos à classe. O Fundo Geral do Turismo (Fungetur) é uma linha de financiamento, com recursos do Ministério do Turismo e que, diante do cenário de crise provocado pela pandemia de covid-19, conta com taxas (até 5% ao ano, acrescida da Selic) e prazos (até 240 meses) diferenciados para auxiliar empreendimentos turísticos em todo o país. Recen temente, o Mtur oficializou o repasse de R$ 500 milhões ao Banco do Nordeste (BNB), recurso que faz parte dos R$ 5 bilhões destinados ao setor para combater os impactos causados pelo coronavírus.
Para o presidente Cristiano Barroso Fernandes, a realização desse encontro atendeu aos anseios de empresários e entidades da cadeia do turismo, atividade profundamente impactada pela pandemia. “Nós recebemos essa demanda e buscamos o BNB, que prontamente no atendeu, trazendo para as empresas todas as orientações necessárias para acesso a esses recursos, já autorizados pelo Governo Federal. Nossa expectativa é que esses recursos possam chegar à ponta e ajudar as empresas que passam por um momento de dificuldades e precisarão de todo o suporte para a retomada em condições de recuperação plena”.
Especialistas avaliam que a retomada plena do setor só deve se dar em 2023, em padrões de operação completamente diferentes de antes. Dados da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo, mostram que as vendas caíram mais de 50% em relação aos R$ 19 bilhões apurados em 2019. E que as perdas na cadeia como um todo chegam a 83% se comparado a dezembro de 2019. A perda de empregos, por exemplo, é estimada em 1 milhão de vagas – incluindo ocupações diretas e indiretas (a parte de dados que está no script).
Durante o Conexão ACM, Danivan Lacerda apresentou outras linhas de créditos para o setor do turismo operacionalizadas pelo BNB. “Além do Fungetur, o BNB também dispõe de diversas oportunidades de crédito com condições diferenciadas, tanto de taxas quanto de prazos, garantindo soluções inovadoras e necessárias para o trade turístico, sobretudo nesse momento em que o apoio creditício é fundamental para continuidade das atividades empresariais do setor”, declarou.
O superintendente acrescentou, ainda, que toda a rede de agências do Banco do Nordeste no Maranhão já está apta a operar com os recursos do Fungetur ou outras linhas de crédito mais adequadas aos empresários maranhenses. Mais informações e endereços das unidades do BNB no estado, podem ser encontradas no site www.bnb.gov.br.