Aguarde...

Pró-reitor do IFMA debate na ACM formas de aproximação entre academia e setor produtivo

Participando da Plenária da Casa, o pró-reitor Fernando Lima convidou empresários a participar da construção do programa de propostas prioritárias do Instituto.


Como alinhar a produção de conhecimento e pesquisas aplicadas às demandas do setor produtivo? Essa indagação foi a tônica das discussões de ontem, 13/07, na reunião Plenária da ACM.

Com a presença do pró-reitor de Extensão e Relações Institucionais do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - IFMA, Fernando Lima, foram apresentados aos empresários os principais projetos e linhas de pesquisa que estão sendo desenvolvidos pela IFMA, constantes do Planejamento Estratégico 2016-2020.

Reiterando a necessidade de ampliar o diálogo com o setor privado, o pró-reitor defendeu maior participação do segmento no planejamento da Instituição. “Queremos nos aproximar cada vez mais da sociedade e formar nossos alunos com as habilidades necessárias para os desafios que o mundo do trabalho apresenta. Essa é a principal diretriz do nosso Planejamento Estratégico”, explicou.

Desde janeiro deste ano, o IFMA realiza fóruns nos municípios, ouvindo os diversos segmentos, a fim de identificar as demandas da comunidade, focando cinco eixos: interação com a sociedade, inclusão social, interação com o mercado, internacionalização e ideias acadêmicas. O trabalho está sendo coordenado pela consultoria Steinbeis-Sibe, organização alemã especializada em transferência de tecnologia e conhecimento.

Fernando Lima enfatizou a capacidade de atendimento do IFMA e a possiblidade de, identificadas as necessidades do empresariado, a Instituição oferecer capacitação, consultorias e suporte para a geração de conhecimento e tecnologia alinhados à realidade local, citando como exemplos parcerias recentes com a Vale e Alumar para qualificação de pessoal técnico especializado.

Para o pró-reitor é fundamental esse contato entre a academia e o setor produtivo para que este possa apresentar suas demandas, tanto às relacionadas à formação e qualificação dos trabalhadores, quanto as de inovação em produtos e processos.

Ele destacou também a qualidade na formação dos alunos do Instituto. “O IFMA oferece formação nos mais diferentes níveis, desde cursos técnicos, licenciaturas, bacharelados, especializações, até mestrados e doutorados. Todo esse capital precisa ser colocado à disposição da sociedade maranhense”, defendeu.

Projetos Estratégicos - Dentre os projetos estratégicos, Lima destacou o Observatório dos APL’s (identificação dos arranjos e cadeias produtivas significativas no estado), Fábrica de Inovação (geração de boas prática e de inovação) e IFMA Sustentável (que trata de soluções inovadoras para a gestão dos resíduos sólidos). 

No total, são 17 projetos estratégicos, 35 mil alunos, 3 mil servidores e 29 pontos de presença no Maranhão. “Desejamos colocar essa estrutura à disposição do setor produtivo”, concluiu ele reconhecendo a importância de maior aproximação com a ACM.

 

Para o presidente Felipe Mussalém, a explanação abre caminhos para futuras parcerias que podem auxiliar o empresário no dia a dia. “Essa é uma meta da nossa gestão: criar condições para que o empresariado se aproxime da academia e juntos possam pensar em soluções inovadoras para impulsionar melhorias nos negócios e mais dinamismo à economia”, salientou.

Conheça aqui os projetos estratégicos do IFMA. 

https://planejamentoestrategico.ifma.edu.br/

https://planejamentoestrategico.ifma.edu.br/projetos-estrategicos/




Listar notícias